Aquilo que fica

Faltando quase uma semana para acabar o mundo, o Boulevard está em clima apocalíptico e traz um texto para acalentar suas almas aflitas. Na verdade, sou só eu pensando sobre a vida, a morte, etc.

Aquilo que fica

A cada ano o pó se acumula mais e mais debaixo da terra. Milhares de pessoas surgem. Dos mais diferentes tipos, tamanhos e raças, mas todos com algo em comum: a busca. Todos buscam algo. Ou alguém. Um sentido. Uma pergunta. Uma resposta. Buscam pelo simples ato de buscar.

Livros são escritos. Árvores são plantadas. Nomes são gravados no cimento. Todos buscam deixar sua marca.

Esperança.

Fantasmas de uma época que não vivemos, mas que nos assombra. Saudades do que não fomos. Saudades do que já não somos mais. Saudades dos que já se foram. Nostalgia que nos prende ao passado e nos impede de viver o presente.

Saudosismo.

Crenças diferentes. Santos. Divindades. Deus(es). Não há uma verdade absoluta. Ao olhar para o céu, cada um vê uma coisa. Um enxerga desenho em nuvens, o outro vê o infinito e um outro admira as estrelas.

Estrelas que já não existem, mas que ainda brilham.

Assim como nós, que mesmo ao deixar de existirmos, continuaremos brilhando.

Dentro daqueles que ficam.

Perduramos, então.

Até a próxima! (ou não)

Anúncios

3 comentários sobre “Aquilo que fica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s