Dia das crianças

Para muitos o dia 12 de outubro é só mais um entre os vários feriados que temos, que serve para fazer aquele churrasquinho com os amigos, beber a tarde inteira e dormir no que sobrar do tempo. Pode ser que sim, mas para mim é mais um dia onde eu fico nostálgica.

Começo a recordar da minha infância. As mesinhas coloridas do jardim I, o gosto das guloseimas que já não vendem mais, o cheiro de terra misturado com a ferrugem dos brinquedos de parquinhos, os roxos no joelho, a merendeira vermelha, as professoras que eu chamava de tia, a hora do recreio, as brincadeiras, os amigos que tomaram seus rumos e hoje só são imagens na fotografia e outros que permaneceram e continuam fazendo parte da minha história.

Lembro dos cantinhos onde eu colocava minha toalha da Mônica para merendar com as minhas amigas, comer “Ana Maria” e beber água em alguma garrafinha térmica bonitinha. Depois gastar algum dinheiro comprando bala ou um boneco de farinha e achar que fiz um grande negócio.

Minha maior preocupação era entender fração com denominadores diferentes e manter meu tamagoshi vivo. Minha mesada, eu gastava com figurinhas para algum álbum que eu estava colecionando ou chaveiros ou qualquer acessório de papelaria. Fazíamos coleção de canetas de cheiro. Cheiro de chocolate, de pipoca, de fruta.. Papéis de cartas decorados. Como mandei e enviei cartinhas que tenho guardadas até hoje. Devem ser os dizeres mais sinceros que já recebi.
Jogar bola pelo simples prazer de jogar. Participar de olímpiadas e ganhar medalha ganhando ou perdendo. Apresentações de colégio. Ahh essas eram as melhores. Já dancei Chiquititas (lembram delas?), Britney Spears, Xibom bombom e outros que é melhor deixar p/ lá…

A infância passou e eu nem me dei conta. De repente eu estou na faculdade, lidando com adultos e outras preocupações. As derrotas e as decepções, agora, deixam um gostinho amargo, marcas mais profundas e não passam ao ganhar um chocolate. Mas as lembranças dos bons momentos, ajudam manter a criança que ainda mora dentro de mim. Afinal, como dizia Simone de Beauvoir – “O que é um adulto ? Uma criança de idade”.

;*

Anúncios

2 comentários sobre “Dia das crianças

  1. Ana Carolina

    Sem dúvidas a vida era mt mais simples quando a gente era criança uahuahuah
    adorei sua frase “As derrotas e as decepções, agora, deixam um gostinho amargo, marcas mais profundas e não passam ao ganhar um chocolate.”!
    Ahh como eu queria q um kinder ovo resolvesse minha vida td vez q algo dá errado no trabalho, ou quando não tenho tempo suficiente pra resolver tds os problemas hauhuaha
    Agora eu entendo pq meus pais sempre me falavam pra aproveitar bastante a infância…hauhua
    ótimo post!
    bjs

    Curtir

  2. É isso, Mari. Contrariando o Peter Pan, e talvez nossa vontade também, estamos crescendo. Estamos virando adultos. Temos que nos preocupar, nos estressar, conversar sobre 'assuntos sérios'. Um brinde a quem consegue dar mais importância às coisas importantes.

    A notícia boa é que, como diz o grande mestre Cortella, a gente não nasce pronto e vai se gastando; a gente nasce não-pronto e vai se fazendo. O que significa que temos que aproveitar nossa melhor fase: agora.

    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s