Sala de aula

Olá,

Gente, não sei se já postei esse texto.. Tava dando uma olhada nos arquivos do blog, e se postei não foi com esse nome, então se é repetido, desculpem a falta de memória!
Como dia 15/10 é dia dos professores, resolvi postar esse texto que escrevi numa aula da faculdade há uns 2 anos já xD

Como vocês vão poder perceber, essa aula me deixava muito entediada..

Sala de aula

Num ambiente com não mais de 40 metros quadrados e mais de cinquenta
pessoas, uma figura solitária se destaca na frente da pequena multidão.

Ela fala, discursa, faz de tudo para fazer com que o olhar de uma pessoa repouse
nela por pelo menos mais de 10 segundos. Em vão.

Pessoas atrasadas e muito atrasadas. Pessoas que se isolam no fundo.
Pessoas que se recostam nos cantos. Pessoas.

Trocas contantes em suas posições. Pernas que cruzam e descruzam.
Bocejos. Gestos que demonstram tédio. O corpo que fala.

Mãos que sustentam cabeças que viajam em seus próprios mundos.
Olhares que a olham tão de perto mas que enxergam muito além. Tão além
que se perdem na imensidão das paredes brancas manchadas e marcadas
pelo mofo.

No ar, se destaca o som de sua voz que as vezes fica abafada pelo som
de muitas outras palavras.
Essas palavras, que são cochichadas em conversas fiadas, são as mesmas
palavras que trocam confidências.

Escuto um som abafado em algum lugar desse pequeno espaço fechado e sem
janelas. É um ronco.
Não sei se é o ronco de um estômago que implora por comida
ou se é o ronco de uma pessoa exaurida.

Faço silenciosas orações para o tempo acelerar os segundos que passam
mais lentamente que uma tartaruga disputando corrida com uma lebre.

A figura solitária não desiste. Continua firme e forte na frente das pessoas
falando, falando, falando e falando mais um pouco.

Suas palavras viram longas senteças, suas sentenças viram textos mais longos
que a própria Bíblia.

Palavras entram. Palavras saem, mas a única que eu assimilo é: a aula acabou.

É isso..

Bjs

Anúncios

6 comentários sobre “Sala de aula

  1. Pior que existem professores assim em todos os lugares. Pessoas que falam, não ensinam. Não buscam didática, só discurso. Não conseguem admiração e, por isso, muitas vezes buscam a cobrança e a exigência para conquistar a atenção.

    Gostei muito da forma como vc passou a sensação de tédio com as ações.

    Bjs

    Curtir

  2. O happy-hour-alcohol-free de ontem te inspirou demais mesmo, hein! Hahah!
    Realmente, acho que você conseguiu passar o panorama de uma aula comum na estácio… coisas assim acontecem lá todo o período! Fica até difícil saber em que aula você se inspirou… eu diria Sociologia/História Contemporânea, porque as aulas do Paulo Sérgio são bem assim ¬¬ Ou então o Bibiano, mas é que eu gostava tanto dele, que não consigo imaginar aula nenhuma dele sendo assim!

    Curtir

  3. Cadu

    Fiquei até na dúvida se vc falava da Estácio ou do Santa Isabel =p
    Existem algumas possibilidades para ser a personagem principal do seu texto (muito bem escrito, por sinal), mas eu vou chutar a nossa querida La Cava =p

    Beijossss

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s