Lua Nova / 2012

Olá,

feriado e fds é bom p/ ir ao cinema, e ontem como foi estreia de “Lua nova”, eu não poderia deixar de ter ido conferir um filme tão aguardado pelos fãs da saga [eu me incluo nisso] de Crepúsculo.

Sinopse: Depois de recuperar-se do ataque de vampiros que quase a matou, Bella Swan (Kristen Stewart) decide celebrar seu aniversário com a família Cullen. Entretanto um pequeno acidente durante as festividades faz com que ela sangre fato que se prova intenso demais para os vampiros que decidem deixar a cidade para o bem dela. Inicialmente de coração partido Bella encontra conforto em uma vida despreocupada mas diversos perigos a aguardam.

-> Depois de suar quase 1 hora na fila enorme, finalmente consigo arrumar um bom lugar na sala com ar condicionado =D Milagrosamente, assisti ao filme todo e não fiquei surda.
Só de aparecer “New Moon” na tela, as meninas já berravam igual loucas. Quando Edward surge na tela, achei que meus tímpanos fossem estourar. Parecia que ele estava há poucos metros daquelas meninas e se declarando p/ elas, pq nunca tinha visto tal histeria num filme.

Jacob aparece, elas se esgoelam ainda mais, quando ele tira a camisa então… e surgiu cada comentário hahahah
Isso ocorre do início ao fim, cada vez que eles apareciam… mas vamos ao que interessa!

O filme é perfeito! Eu particularmente, achei o livro o mais “chatinho” da saga, e não esperava que o filme fosse ficar tão bom, como ficou. Ao contrário de “Crepúsculo”, onde todas as cenas eram azuladas, “Lua Nova” é mais sombrio, melancólico e com cores mais vivas e contrastantes. Todas as cenas foram exatamente como eu imaginei, e AMEI os Volturi. Todos ficaram muito bem caracterizados, Dakota Fanning inclusive, ficou mt legal como Jane. Mas o grande destaque do filme, foi o Jacob realmente, Taylor Lautner ganhou minha simpatia nesse filme, ele se destacou muito mais que o Robert Pattinson. Vendo o filme, o Jacob parece mais certo p/ Bella, e a dinâmica dos 2 no filme é legal, não é tão melosa… mas enfim né, aos fãs, eu SUPER recomendo ;D

Sinopse: Em 2008, o presidente americano (Danny Glover) convoca uma reunião de emergência com as principais potências para conversar sobre um grande perigo para a humanidade. Os anos passam e, com a proximidade de 2012, as autoridades decidem que não é mais possível conter o perigo eminente que pode significar o fim do mundo. Com isso, colocam em prática o plano iniciado anos atrás, sob o comando dos cientistas Adrian Helmsley (Chiwetel Ejiofor) e Carl Anheuser (Oliver Platt). Enquanto isso, o escritor Jackson Curtis (John Cusack) leva sua vida de marido separado, pai de dois filhos, como motorista de limusine e tendo que aturar as reclamações da ex esposa (Amanda Peet). Ao levar os filhos para passear, ele descobre os primeiros sintomas da destruição do planeta..

->Por ser do mesmo diretor, o filme é exatamente como “O Dia Depois de Amanhã”: cenas super catastróficas e impossíveis que geram adrenalina e aflição. Eu particularmente, gosto de filme assim, é bom p/ passar o tempo, e por mais que a gente saiba que o mocinho não vai morrer, a gente sempre fica com aflição nas cenas torcendo p/ ele voltar hahahaha
A cena do Cristo Redentor, que inclusive é a imagem dos cartazes do filme aqui, é ridícula. Muito curta! Se piscar, perde. Mas pelo menos o Rio foi citado haaha
Quem gostou de “O dia depois de amanhã”, certamente irá gostar desse também…

****************************

P/ finalizar, um texto de Arnaldo Jabour, enviado pela Picky por email 😉

O Mundo sem Mulheres!
(Arnaldo Jabour)

O cara faz um esforço desgraçado para ficar rico pra quê?

O sujeito quer ficar famoso pra quê?

O indivíduo malha, faz exercícios pra quê?

A verdade é que é a mulher o objetivo do homem.

Tudo que eu quis dizer é que o homem vive em função da mulher.

Vivem e pensam em mulher o dia inteiro, a vida inteira.

Se a mulher não existisse, o mundo não teria ido pra frente.

Homem algum iria fazer alguma coisa na vida para impressionar outro homem, para conquistar sujeito igual a ele, de bigode e tudo.

Um mundo só de homens seria o grande erro da criação.

Já dizia a velha frase que ‘atrás de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher’.

O dito está envelhecido. Hoje eu diria que ‘na frente de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher’.

É você, mulher, quem impulsiona o mundo.

É você quem tem o poder, e não o homem.

É você quem decide a compra do apartamento, a cor do carro, o filme a ser visto, o local das férias.

Bendita a hora em que você saiu da cozinha e, bem-sucedida, ficou na frente de todos os homens.

E, se você que está lendo isto aqui for um homem, tente imaginar a sua vida sem nenhuma mulher.

Aí na sua casa, onde você trabalha, na rua. Só homens.

Já pensou?

Um casamento sem noiva?

Um mundo sem sogras?

Enfim, um mundo sem metas.

ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS OS HOMENS GOSTAM TANTO DE MULHERES:

1- O cheirinho delas é sempre gostoso, mesmo que seja só xampu.

2- O jeitinho que elas têm de sempre encontrar o lugarzinho certo em nosso ombro, nosso peito.

3- A facilidade com a qual cabem em nossos braços.

4- O jeito que tem de nos beijar e, de repente, fazer o mundo ficar perfeito.

5- Como são encantadoras quando comem.

6- Elas levam horas para se vestir, mas no final vale a pena.

7- Porque estão sempre quentinhas, mesmo que esteja fazendo trinta graus abaixo de zero lá fora.

8- Como sempre ficam bonitas, mesmo de jeans com camiseta e rabo-de-cavalo.

9- Aquele jeitinho sutil de pedir um elogio.

10- O modo que tem de sempre encontrar a nossa mão.

11- O brilho nos olhos quando sorriem.

12- O jeito que tem de dizer ‘Não vamos brigar mais, não..’

13- A ternura com que nos beijam quando lhes fazemos uma delicadeza.

14- O modo de nos beijarem quando dizemos ‘eu te amo’.

15- Pensando bem, só o modo de nos beijarem já basta.

16- O modo que têm de se atirar em nossos braços quando choram.

17- O fato de nos darem um tapa achando que vai doer.

18- O jeitinho de dizerem ‘estou com saudades’.

19- As saudades que sentimos delas.

20- A maneira que suas lágrimas tem de nos fazer querer mudar o mundo para que mais nada lhes cause dor.

Excelente texto né?

Bom domingo e boa semana 😉

bjs

Anúncios

2 comentários sobre “Lua Nova / 2012

  1. Eh… eu tb achei o Lua Nova melhor q Crepusculo, mas acho q tb foi melhor pq com o sucesso do primeiro filme, eles tiveram mais recursos pra fazer o segundo, mas msm assim eh mt bom…. Jacob realmente surpreendeu nesse filme ahuahuah eu achava ele ateh bonitinho mas nossa hauahuah agora ele tah lindo…
    2012 eh um tipico filme americano catastrofico q deixa a gent torcendo pros personagens e tal neh… eu posso estar errada mas achei o filme um pouco otimista d+ hauhauha sei lah, acho q se aquilo td fosse realmente acontecer num iam sobreviver tantas pessoas ahuaha nem sei se alguem sobreviveria mas enfim eu gostei tb auahaha
    suas criticas d filme estao cada vez melhores!=)
    texto mt bom msm

    bjss

    Curtir

  2. Sabia que Lua Nova seria o próximo assunto do Boulevard! E tbm sabia que viria logo depois do feriado :}. Bem, confesso que quando falam dessa série me sinto um pouco velho, pq não estou mais no epicentro da coisa e vivo pensando que “ah, legal, é mais uma história pro publico adolescente feminino”. E se houveram gritos para o galã no cinema como vc disse, bem, convenhamos que eu não estava tão errado. Não que isso signifique que o livro/filme seja ruim. É só um livro/filme para adolescentes. Mas pq eu to dizendo isso? Acho que é pq eu vi Crepúsculo e tive essa impressão e talvez pq eu esteja com mais vontade de ver o documentário “Hebert de perto” do que a febre do momento. Mas como bom ouvinte de histórias e namorado caridoso, vou tirar mesmo um dia desses para ir ver Lua Nova.
    Agora já 2012 eu tive a oportunidade de ver. Acho que foi mesmo um filme “divertido” como vc disse, mas não passou disso. Valeu os 3 reais que eu paguei e só. E muito disso pq realmente esperava muito mais da cena do Cristo… enfim, acho que ando ficando muito crítico com o cinema…
    Para finalizar, saiba vc menina que o texto do Arnaldo Jabour é a mais pura verdade. A gente reclama das mulheres só para não deixar transparecer que elas são bem melhores que nós. Como diria um amigo meu: “menos para dirigir” hahahaha. Ah, e detalhe: “O fato de nos darem um tapa achando que vai doer.”. Doía mesmo :}

    Beijo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s