A hospedeira

Falaê povo,

tô ficando relapsa com esse blog mas é que realmente eu não sei o que postar hahahaha

Bom, eu terminei de ler “A Hospedeira”, o romance adulto da Stephenie Meyer (com adulto, entenda-se não tão bobinho como Crepúsculo, aposto que pensaram sacanagem né?). Eis a sinopse:

Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo.

Quando Melanie, um dos humanos “selvagens” que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a “alma” invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.

Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.

-> Confesso que achei o livro bem cansativo no início devido a densidade psicológica da personagem, esse é o foco do livro inclusive, a Peg (peregrina) que é uma alienígena que já viveu em vários planetas inclusive já foi ursa, morcega e flor, se vê numa situação inusitada, porque a Melanie é resistente e não “foi embora” como a maioria das almas, ela está presente com ela, e a Peg experimenta sensações que ela nunca tinha sentido antes. O desafio dela é aprender a lidar com isso, o que é certo e errado.

Pedindo permissão para uma breve viagem minha… ao ler esse livro eu lembrei das teorias de 2012 que eu li, e não sei porque relacionei ambos, pois há uma teoria que acredita na intervenção de alienígenas mudando a nossa vida, e acredito eu, que caso isso ocorresse (deixando bem claro que eu não acredito nessa possibilidade de “invasão alienígena”) seria como no livro.

Voltando ao livro… a Stephenie provou que não sabe escrever apenas uma ficção juvenil (saga de Crepúsculo)mas que também sabe escrever uma ficção científica adulta de ótima qualidade. Ela já mostrou perfeitamente sua capacidade como escritora, e o fez muito bem. Espero ansiosamente ler outros livros dela. Recomendo ;D

**********************************
Vamos aos besteiróis que enchem minha caixa de e-mail e que me divertiram nessa semana:

Vejam o “símbolo” das olimpíadas de 2016:

achei MUITO criativo e super coerente!

———–

Devolução de Brinquedo Fabricado no Brasil

O fabricante do brinquedo ‘Lula de Pelúcia’ está fazendo um recall para troca ou devolução do dinheiro devido a uma série de falhas de fabricação listadas abaixo:

1) Falta um dedo
2) Tem a fala presa
3) É mentiroso
4) Só diz ‘Eu não sabia’
5) Não tem cérebro
6) Não pára em casa! Só quer viajar para o exterior
7) Só anda em má companhia, com dois outros bonecos encrenqueiros , o ‘Evo de Coca’ e o ‘Chavez de Petróleo’
8) Não existe na versão movido a pilha, só na movido a álcool.
9) Pode ser adquirido facilmente com utilização de Cartão Corporativo
10) A boneca que faz par não presta para nada.

As trocas poderão ser efetuadas em outubro de 2010!

Achei genial e relevante. Principalmente a última frase =D

E p/ finalizar… um vídeo sobre como acabar com uma mulher nervosa (desculpem se eu já postei esse, é que eu não lembro mesmo xD)

Tchau, galerinha!

Anúncios

3 comentários sobre “A hospedeira

  1. Sempre confundo essa Stephenie Meyer com a Meg Cabot… pela sinopse o livro parece ser bem legal mesmo. É interessante ver como esses temas de alienígenas roubando almas/dominando a Terra/coisas do gênero podem ser abordado de forma diferente, mesmo que o assunto já exista em muitos filmes e livros.

    Sei que o boneco do Lula de pelúcia serviu para fazer a piada, mas se eu visse eu comprava hahahaha, ficou perfeito. As piadas do Lula são sempre engraçadas e divertidas, mas vc sabe que eu não o “trocaria” em 2010…

    Caraca, eu ri com esse vídeo hahahahah. Eu achei que a graça estava no fato da mulher sair reclamando e ficar feliz de repente só pq ganhou um carro novo, mas quando ele explodiu eu vi que ia além. Muito bom: “Bicht” hahahaha.

    Falar em vídeo, eu vi o vídeo que vc postou no Twitter (da Sheila Mello cantando “água”). Fiquei com aquela bosta daquela música o dia inteiro na cabeça…

    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s